sexta-feira, 30 de março de 2012

ELA VEIO, FALOU, E NÃO DISSE NADA!


Aconteceu nesta quinta-feira 29/03, em Laguna uma reunião com a representante da SED (Secretária Adjunta de Educação), Professora Elza Moretto, cuja pauta de trabalho era a discussão sobre a LEI DO PISO SALARIAL E A CARREIRA DO MAGISTÉRIO, porém as discussões não acrescentaram nada de sólido para o magistério público catarinense, que continua a sofrer de forte desmotivação dentro do cotidiano de todas as escolas por verem suas carreiras a margem de um precipício e sem um projeto de ação por parte da SED e Governo do Estado que respeite o que preconiza as leis.

Participaram da reunião, secretários da SDR, Gerentes de Educação, Diretores, Especialistas e alguns Professores

A reunião iniciou com algumas falas equivocadas, dos representantes governamentais e entre elas o Secretário Regional de Braço do Norte Gelson Padilha, afirmando que os “Diretores que ali estavam, são governo”, opinião esta que não compartilhamos. Em nosso entendimento, Diretores são Professores, Especialistas, Administradores, portanto São MAGISTÉRIO e constroem também a Educação na base que é a Escola, conseqüentemente também precisam ser ouvidos e respeitados porque todos têm identidade própria e com certeza estão descontentes com a situação das escolas.

O Secretário Regional de Tubarão Haroldo Silva (Dura), afirmou que era produtiva a conversa entre a SED e a “ponta”, e argumentamos que ali não estava a “ponta”. a “PONTA” para nós são os PROFESSORES que estão nas salas de aulas, frente a frente com os alunos todos os dias. E não foram convidados para a reunião.

Eu, Rudmar fiz algumas indagações quando me permitiram o uso da palavra em plenária e relatei algumas contradições no processo de municipalização, destacando que somos contrários e o porquê somos contrario.

Na fala da Professora Elza Moretto, que no nosso entendimento foi contraditória, pois fez primeiramente uma campanha em cima da MUNICIPALIZAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL. E no decorrer de suas falas, em meio a muitos outros assuntos alegou que “Quando Secretária de Educação do Município de Lages, foi denunciada no Ministério Público por não cumprimento daquilo que o Município é obrigado: MATRÍCULAS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL. Disse que fez a defesa em reunião de país e outros e apresentou ao Promotor as condições de precariedade das instituições, e que as mesmas não poderiam oferecer mais matrículas por falta de espaço e condições do Município. Mas o que mais chamou nossa atenção foi a fala que “o município não devia oferecer creche para os filhos de meninas de quatorze anos, pois na hora de transar esta tudo bem depois sobra para os pais, avós e a prefeitura”. É inadmissível que uma pessoa com o cargo que ocupa fale uma besteira dessas. A criança não pediu para vir ao mundo, se inconseqüente ou não o ato da mãe, toda criança tem direito a educação gratuita e de qualidade.

Com essa colocação abriu um debate entre o SINTE Regional, já que alegou quando Secretária do Município não conseguiu oferecer matrículas (vagas) por falta de espaço e recursos, e agora como governo estadual, a Municipalização está aí e tem que ser aceita, e questionamos : são dois pesos e duas medidas Sra. Elza?

Nesta linha ela falou que tínhamos que ir com calma que era cedo ainda, e ela ainda tinha muito chão para percorrer, em virtude de estar apenas 29 dias no comando desta pasta (Secretária Adjunta da Educação) e, portanto ela estava se sentindo como uma “senhora” gerando um filho, alusão clara ao pouco tempo de estada frente a tão importante pasta, mas a pergunta: Quem tem que sentir as dores do parto somos nós?

Vamos dar a resposta no dia 17 de abril com a maior ASSEMBLEIA ESTADUAL DO MAGISTÉRIO CATARINENSE.

Continuando em suas falas, ela deixou mais clara as metas que o governo pretende apresentar a população, algumas pertinentes outras utópicas.

Quando finalmente chegou a apresentação do tema da reunião LEI DO PISO SALARIAL E A CARREIRA DO MAGISTÉRIO, nada foi de novo, apenas aquela proposta malfadada que já está exposto aos quatro cantos do estado, de forma simplesmente teórica num “projetor”, sem apresentar uma tabela qualquer que deixasse aqueles que lá estavam em pleno conhecimento do que se tratava a proposta.

Solicitei novamente a fala e me dirigi aos diretores com a tabela elaborada pelo SINTE Estadual com os dados propostos na audiência com o Secretario de Educação. Em seguida, apresentei a eles qual seria a proposta do governo explicando a forma arbitraria que foram conduzidas as negociações e alertando ainda para a irregularidade de complemento salarial pela lei do Piso 11.738 promovida para o pagamento na íntegra do Piso Salarial aos professores que não atingiram o valor referente a 1.450,97.

Após a argumentação, muitos foram os professores da Regional de Tubarão e Braço do Norte que também levantaram e confirmaram que também não tinham sido convidados para a reunião. Neste momento a Professora Elza Moretto se apresentou um pouco irritada, dizendo que aquela reunião foi realizada pela SED, e não pelo SINTE, e que os encaminhamentos eram a partir das deliberações da SED. Todos ficaram sem entender nada, pois nada foi dito além daquilo que os diretores foram para ouvir: COMO SERIA O PISO SALARIAL APRESENTADO PELO GOVERNO, ela por sua vez (Professora) apresentou um grande despreparo para os assuntos propostos, e inabilidade em dialogar quando colocada em cheque.

Uma da Falas mais contundentes e que fez professores e diretores aplaudirem quase que todos de pés, foi de uma diretora da região do Vale do Braço do Norte, que foi categórica em afirmar que o que o SINTE estava falando era pertinente e que deveria continuar existindo o diálogo aberto, para buscar soluções entre a SED e os representantes da categoria do Magistério porque muita coisa precisava ser revista para melhorar a Educação do Estado e que não adianta achar culpados, o momento é de agir já que o “Governo do Estado” e o SINTE tem o mesmo objetivo: MELHORIA NA QUALIDADE DO ENSINO.

Em seguida outros diretores também levantaram problemas e pediram soluções.

Secretária Elza Moretto não precisamos de iluminados na educação, e sim de pessoas equilibradas que consigam explicar dialogar com a sua categoria, para dar um norte na educação. isto porque você anunciou que é professora aposentada do Estado, e que defenda juntamente ao governo Colombo os direitos de TODOS os trabalhadores da Educação.


Rudmar M. Corrêa - Coordenador Regional Sinte Laguna

quarta-feira, 28 de março de 2012

ATENÇÃO PROFESSORES DA REGIONAL LAGUNA‏

Amanhã, 29 de março de 2012, a Professora Elza Moretto, Secretária Adjunta de Estado da Educação, fará um debate nas dependência do Laguna Turist Hotel em Laguna, este debate terá como tema principal A APLICAÇÃO DA LEI DO PISO SALARIAL E A CARREIRA DO MAGISTÉRIO, e para isso foram convocados todos os Diretores, ATPs, AEs e representantes das Apps das escolas, nos emails enviados pela a Gerência de Educação de Laguna, este convite não foi ESTENDIDO A QUEM REALMENTE ERA PRECISO ESTAR LÁ: OS PROFESSORES.

Por isso, o Sinte Regional Laguna, convida todos os professores para participarem da referida reunião, reunião esta, marcada para as 15:00 horas, mas para que possamos nos organizar, solicitamos a todos que possam estar em frente ao Laguna Turist Hotel a partir das 14:30 horas.

POIS LÁ VAMOS PODER MOSTRAR QUE A CATEGORIA CONTINUA UNIDA, E QUE A LUTA AINDA NÃO ACABOU.

CONTAMOS COM A PRESENÇA DE TODOS QUE PUDEREM IR.

Rudmar M. Corrêa - Coordenador Regional Sinte Laguna

Resposta do Governo - 27-04-2012 - Agendamento de Audiência‏

Está foi a resposta dada pelo governo do estado, assinada pelo Coordenador da CONER, agendando audiência para a próxima segunda, dia 02/04/2012, as 17hs, na Secretaria de Educação;
Att;
SINTE/SC

quinta-feira, 22 de março de 2012

Governo do Estado não cumpre o acordo firmado em 2011 e desrespeita a Categoria novamente

Eis as tabelas em que o Governo de Estado mostra como novamente ele desrespeita a Categoria, e descumpre o acordo firmado na decisão da Categoria permancer em ESTADO DE GREVE a partir de 19 de agosto de 2011.

Veja a Tabela 01, onde o Governo apresenta e realiza os pagamento dos salários referente ao mês de março com um agravante,em algumas folhas de pagamentos ele apresenta complemento salarial da lei 11.738/08, que é ilegal.
Lembra da Medida Provisória 188, que levou a categoria a Greve Geral de quase 100% da Categoria (achatamento total dos salários)? Aí está.

Tabela 1
Ele descumpre o acordo e joga para a categoria de forma arbitrária uma tabela sem proporções.


A tabela 02 apresenta o achatamento e o oferecimento da Medida Provisória 189, que foi a que nos colocou em Estado de Greve (a partir de agosto/2011), e que o Governo novamente não honrou, pois como era acordado, os 22,22% de reajuste salarial seriam repassados na íntegra a partir de janeiro/2012 sobre os valores apresentados pelo governo na referida tabela (MP 189), e ele DESRESPEITOU (confira como ficaria o pagamento dos Profissionais da Educação na segunda Tabela do anexo 2 se fosse aplicados os 22,22% sobre os valores da tabela oferecida pelo governo em 2011, sem a descompactação).
Tabela 2




Aproveito para convidar a todas as escolas, que envie um representatne na SED Regional do Sinte Laguna na próxima segunda feira às 18:00 horas para discutirmos assuntos referentes ao Plano de Luta de nossa Regional bem com as tabelas apresentadas.


Rudmar M. Corrêa - Coordenação Regional Sinte Laguna

sábado, 17 de março de 2012

Manisfestação SINTRAM-SJ - Polícia Militar impede a utlização do carro de som e agressão a um dos professores coordenadores do sindicato.




No dia 14 de março de 2012, os trabalhadores municipais de São José  juntamente com o sindicato da categoria o SINTRAM, realizaram uma  manifestação em frente a Prefeitura Municipal de São José. Foram repreendidos fortemente pela Polícia Militar, que impediu a utilização do carro de som e apreenderam com agressão um dos professores coordenadores do sindicato. O professor que foi levado a delegacia, encontra-se impossibilitado de andar e com hematomas por todo o corpo.



sexta-feira, 16 de março de 2012

Professor Paulo na Assembleia Estadual em Florianópolis



Professor Paulo do Sinte Regional Laguna foi aplaudido após sua fala na Assembleia Estadual no CentroSul em Florianópolis dia 15 de março de 2012.
Parabéns Prof° Paulo!

TODOS POR UMA ÚNICA CAUSA‏


Já está mais que provado que a UNIÃO FAZ FORÇA, e hoje nas ruas de Florianópolis isso ficou bem claro. Quero apresentar à vocês um pouco de nossa Regional (Laguna, Imbituba, Garopaba, Paulo Lopes e Imaruí). Nesta data, professores que nunca foram a uma Assembleia Estadual, lá estavam, sorrindo, cantando, gritando e LUTANDO. Lutando por aquilo que de direito é deles, é nosso, e é seu.


Mostraram que não querem ser ludibriado por este governo, mostraram que também são capazes e não estão alheio as ações deste governo que a todo momento insiste em desrespeitar as leis, em desrespeitar a categoria e o povo Catarinense.

Este povo estava no meio de uma multidão, passou sinais vermelhos, fecharam ruas e fizeram a diferença. Sei também que muitos outros desta Regional estavam lá presentes e aqui não consegui registrar, mas sintam-se todos homenegeados por este representante da categoria e na próxima vamos tentar fazer melhor.
E esperamos que no dia 17 de abril, estes Profissionais de Educação de nossa Regional e de Santa Catarina compareçam em massa naquela que esperamos ser a MAIOR MOBILIZAÇÃO CATARINENSE desta categoria.
att

Rudmar M. Corrêa - Coordenação Regional Sinte Laguna

Assembleia Estadual dos Trabalhadores em Educação rejeita proposta do Governo‏

Em Assembleia Estadual realizada em Florianópolis,no Centrosul, dia 15/03/2012, os trabalhadores em educação de SC rejeitaram por unanimidade a proposta apresentada pelo governo a direção do SINTE/SC no dia 14/03/2012 sobre a aplicação do reajuste de 22,22%.


Reafirmamos que a proposta apresentada pelo governo não respeita a lei do piso e não contempla todos os trabalhadores em educação, não valoriza a qualificação e capacitação dos profissionais, ao contrário, mantém a política de compactação da tabela salarial.




Continuamos mantendo nossa pauta de reivindicação, em especial o reajuste de 22,22% aplicados na carreira, o cumprimento de 1/3 de hora atividade conforme a lei do piso e a descompactação da tabela salarial.
Estamos abertos ao dialogo e aguardamos que até o dia 27/03/2012 por uma proposta que contemple as reivindicações da categoria e alertamos que continuamos mobilizados e com indicativo de greve para o dia 17/04/2012.
A Assembleia Estadual também definiu o seguinte calendário de mobilização:
Até 23/03 – reuniões e representantes e esclarecimentos a comunidade;
Até 27/03 – Prazo para o governo apresentar contra proposta;
28, 29 e 30 – Assembleias Regionais;
17/04/2012 – Assembleia Estadual com indicativo de Greve.

TRIO ELÉTRICO DOS PROFESSORES NAS RUAS DA CAPITAL‏

DESGOVERNO CATARINENSE COLOCA NOVAMENTE TRIO ELÉTRICO NAS RUAS DA CAPITAL




É isso mesmo, este DESgoverno colocou hoje 15/03/12, um ano após o início de uma das maiores GREVES do MAGISTÉRIO CATARINENSE o TRIO ELÉTRICO DOS PROFESSORES nas ruas da capital Catarinense.
Isso tudo porque após uma greve de 62 dias em 2011, e um monte de promessas deste Desgoverno, inclusive o de cumprir a lei do piso na íntegra no ano 2012, ele resolveu rasgar o que foi acordado e assinado.




Portanto, a Categoria do Magistério após uma Assembleia Estadual com aproximadamente ou mais de 4.000 (quatro mil) PROFESSORES no CENTROSUL em Florianópolis, foi as ruas para dizer a este governo e a população o quanto este é mentiroso.



 Ficou decidido pelas seguintes ações:
1 – Indicativo de greve a partir de hoje, aguardando a resposta do governo a contra proposta a ser apresentada pelo Sindicato,
2 – De 16 a 23 de março, o movimento tartaruga, de sensibilização dos alunos, pais e comunidades,
3 – Assembleias Regionais nos dias 28, 29 e 30 de março,
4 – Assembleia Estadual dia 17 de abril.
E neste dia 17 de Abril, vai ser considerado o “DIA D” do Magistério Catarinense, e não vai ser ameaças de faltas e outras perdas que a Categoria via enfraquecer a sua LUTA.
Vamos construir a MAIOR GREVE DA HISTÓRIA DO MAGISTÉRIO CATARINENSE, e queremos neste dia não colocar 16 mil professores nas ruas da Capital como em 2011, mas sim 20 mil, e nossa Regional, Laguna estará presente com os municípios que dela fazem parte, Imbituba, Garopaba, Paulo Lopes e Imaruí, que hoje assim como as outras Regionais fizeram a sua parte.
E para concluir, QUEREMOS O QUE DE DIREITO É NOSSO, PISO NA CARREIRA, 1/3 HORA ATIVIDADES, PROGRESSÕES HORIZONTAIS GARANTIDAS POR LEI, LICENÇAS PRÊMIO A QUALQUER MOMENTO.

Rudmar M. Corrêa - Coordenador Regional Sinte Laguna

quinta-feira, 15 de março de 2012

Nota da Executiva do SINTE/SC sobre a proposta apresentada pelo governo em 14/03/2012‏

A Direção Executiva do SINTE/SC em reunião pós-audiência com representantes do governo, analisou a proposta apresentada pelo Secretário da Educação Eduardo Deschamps, assessores e o Coordenador do CONER (Coordenadoria Executiva de Negociação e Relações Funcionais) Décio Augusto Bacedo de Vargas, concluiu que a mesma é uma afronta aos direitos dos trabalhadores em educação do estado de SC pois desrespeita a lei do piso, o quadro de carreira e principalmente os acordos da greve de 2011.
O SINTE/SC reafirma sua posição de não abrir mão de nenhum direito e cobra atitude do governo, pois a proposta de hoje coloca em duvida a palavra empenhada pelo governador, durante o processo de negociação da greve de 2011, não deixando à categoria outra alternativa a não ser a organização da luta. 

PROPOSTA DO GOVERNO DE REAJUSTE DO PISO

PROPOSTA DO GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA AO MAGISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL



Por ASCOM 15.03.12
I – DO CUMPRIMENTO DA LEI FEDERAL Nº 11.738/2008

1. Implementação na folha de pagamento do mês de março-2012 do piso de R$ 1.450,87 (hum mil quatrocentos e cinqüenta reais e oitenta e sete centavos).

2. O pagamento dos valores pretéritos referentes ao período de 01-01-2012 a 29-02-2012 será realizado em duas parcelas, em julho e setembro de 2012.

3. O valor do piso será base de cálculo de todas as vantagens incidentes sobre o vencimento básico.

4. A implementação do piso será efetivada com a compensação dos índices de revisão geral da Lei nº 15.695/2011.




II –DO REAJUSTE DA TABELA SALARIAL DO MAGISTÉRIO

1. A extensão do índice de 22,22% sobre todos os níveis da tabela de vencimentos vigente em dezembro-2011, será concedida em três parcelas anuais. A primeira em 2012, no percentual de 8%, nos termos da Lei nº 15.695/2011; as demais parcelas em 2013 e 2014.

2. A forma de pagamento do reajuste previsto para 2013 e 2014, bem como a reestruturação do Plano de Carreira do Magistério Público Estadual, serão objeto de Mesa de Negociação específica para este fim, composta pela Coordenadoria Executiva de Negociação e Relações Funcionais – CONER, vinculada à Secretaria de Estado da Administração, Secretaria de Estado da Educação, e Sindicato dos Trabalhadores em Educação – SINTE, dando prosseguimento ao processo negocial iniciado por meio do Grupo de Trabalho instituído no ano de 2011.



III – DA MESA DE NEGOCIAÇÃO

1. As partes assumem o compromisso de reunirem-se em 5 de abril de 2012 para definirem os membros da Mesa de Negociação a ser instalada.

2. O prazo para a conclusão do processo de negociação é de 60 dias, contados da primeira reunião de trabalho, podendo ser prorrogado uma vez por igual período, a critério das partes.

3. O acordo resultante do processo de negociação de que trata o caput será definido em termo, que irá prever as medidas e os respectivos prazos de implementação.



Florianópolis, 14 de março de 2012

quarta-feira, 14 de março de 2012

A LUTA TEM QUE CONTINUAR‏

Governo novamente alega não possuir recursos para o pagamento do Piso Salarial do Magistério, alega que já paga 1/3 de Hora Atividades, passando o Magistério de Hora Aula para Hora relógio, pelas suas declarações, os Professores estão devendo horas para o Estado.
Cabe agora, numa hora muito propícia (troca de secretariado) a Categoria demosntrar sua insatisfação com o desrespeito as leis por este DESgoverno.

Portanto no dia 15 de MARÇO VAMOS TODOS PARALISAR (ASSEMBLEIA ESTADUAL) NOSSAS ESCOLAS E SEGUIRMOS PARA AS RUAS DA CAPITAL E MOSTRAR QUE AINDA TEMOS FORÇA E DIGNIDADE, E VAMOS LUTAR E BUSCAR POR AQUILO QUE É NOSSO.

HAVERÁ ÔNIBUS SAINDO DE LAGUNA (10:30 horas) , DE IMBITUBA E GAROPABA.

EM LAGUNA: LIGUE PARA O SINTE: 3644-4341

GAROPABA: PROF. PASSINHO = 9616-0426
PROFª GISLANE = 9611-5685

IMBITUBA: PROF. JOSÉ CARLOS = 8411-O155
PROFª MARILEIA(LEIA) = 9944-6309

ou mande seu email para: sinte-laguna@hotmail com ou rudcorrea@hotmail.com

Rudmar M. Corrêa - Coordenação Regional Sinte Laguna

Assembleia Estadual - 15 de março de 2012





Professores e Categoria em geral, passa ano e entra ano e sempre ouvimos falar que a Educação está um caos, a " Deus dará", mas se pararmos e refletirmos, parte das ações impetradas pelos governos, são provenientes de nossa estagnação, ou seja, ficamos parados e observando aquelas ações que hora o governo tende a tomar com relação a Educação.
Terminamos o ano de 2011 após uma greve de 62 dias com a promessa deste governo que no ano de 2012 cumpriria todos os acordos firmados com a categoria e que cumpriria a Lei do Piso na íntegra em janeiro de 2012, lembra que o Deputado Joares Ponticelli afirmou em rádios do estado que iria expor as folhas de pagamentos dos Professores em "VARAIS DA ASSEMBLEIA" PARA MOSTRAR A POPULAÇÃO e a categoria o quanto ganharíamos de aumento salarial? Pois é, o ano de 2011 se foi, entramos em 2012 e para o que "não foi surpresa para nosso grupo", nada do acordo firmado entre categoria e governo do estado foi cumprido: Sem aumento real do Piso Salarial, sem 1/3 de horas atividades (que ele diz que paga e quer nos cobrar hora relógio), até o momento só palavras que vai fazer o concurso público (mas não se pode acreditar mais nas palavras deste governo), devolveu o que nos retirou em 2011 (os percentuais das regências de classe e aulas excedentes), sem uma revisão do Decreto 3593 (que nos cortas direitos a Progressão Horizontal) enfim, tudo não passou de uma farsa por parte deste DESgoverno.
Por isso, temos que tomar CONSCIÊNCIA DA SITUAÇÃO, e saber que as coisas também dependem de cada um de nós, que é direito e obrigação nossa enquanto "CIDADÃOS FORMADORES DE OPINIÕES" que devemos unir forças e buscar aquilo que de direito é nosso. Não vamos esperar e dizer "que não vemos nossa categoria andar para frente, mas vamos mostrar ações, unidade e força.
Portando, neste dia 15 de março, PARALISE SUA ESCOLA, venham todos a ASSEMBLEIA ESTADUAL EM FLORIANÓPOLIS, com ônibus saindo de Laguna em frente a EEMI Almirante Lamego (CEAL) as 10:30, rumo aquela que pretendemos fazer, a maior mobilização da categoria do magistério, e queremos nós, fazê-la maior do que a de 2011 (16 mil trabalhadores em Educação nas ruas de Florianópolis).

13 de Março - 8 meses da aprovação do PLC n° 026/2011

Os Deputados Estaduais que aprovaram o PLC n° 026/2011 - Destruíram o Plano de Carreira do Magistério Público Catarinense.


Todos contam com o esquecimento dos professores sobre o fato ocorrido no dia 13 de Julho.

segunda-feira, 12 de março de 2012

VAMOS LOTAR AS RUAS DE FLORIANÓPOLIS

Professores e Categoria em geral, passa ano e entra ano e sempre ouvimos falar que a Educação está um caos, a " Deus dará", mas se pararmos e refletirmos, parte das ações impetradas pelos governos, são provenientes de nossa estagnação, ou seja, ficamos parados e observando aquelas ações que hora o governo tende a tomar com relação a Educação.
Terminamos o ano de 2011 após uma greve de 62 dias com a promessa deste governo que no ano de 2012 cumpriria todos os acordos firmados com a categoria e que cumpriria a Lei do Piso na íntegra em janeiro de 2012, lembra que o Deputado Joares Ponticelli afirmou em rádios do estado que iria expor as folhas de pagamentos dos Professores em "VARAIS DA ASSEMBLEIA" PARA MOSTRAR A POPULAÇÃO e a categoria o quanto ganharíamos de aumento salarial? Pois é, o ano de 2011 se foi, entramos em 2012 e para o que "não foi surpresa para nosso grupo", nada do acordo firmado entre categoria e governo do estado foi cumprido: Sem aumento real do Piso Salarial, sem 1/3 de horas atividades (que ele diz que paga e quer nos cobrar hora relógio), até o momento só palavras que vai fazer o concurso público (mas não se pode acreditar mais nas palavras deste governo), devolveu o que nos retirou em 2011 (os percentuais das regências de classe e aulas excedentes), sem uma revisão do Decreto 3593 (que nos cortas direitos a Progressão Horizontal) enfim, tudo não passou de uma farsa por parte deste DESgoverno.
Por isso, temos que tomar CONSCIÊNCIA DA SITUAÇÃO, e saber que as coisas também dependem de cada um de nós, que é direito e obrigação nossa enquanto "CIDADÃOS FORMADORES DE OPINIÕES" que devemos unir forças e buscar aquilo que de direito é nosso. Não vamos esperar e dizer "que não vemos nossa categoria andar para frente, mas vamos mostrar ações, unidade e força.

Portando, neste dia 15 de março, PARALIZE SUA ESCOLA, venham todos a ASSEMBLEIA ESTADUAL EM FLORINAÓPOLIS, com ônibus saindo de Laguna em frente a EEMI Almirante Lamego (CEAL) as 10:30, rumo aquela que pretendemos fazer, a maior mobilização da categoria do magistério, e queremos nós, fazê-la maior do que a 2011 (16 mil trabalhadores em Educação nas ruas de Florianópolis).

Rudmar M. Corrêa - Coordenador Regional Sinte Laguna

sexta-feira, 9 de março de 2012

O MEC E O PISO SALARIAL


O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, defendeu nesta quinta-feira, 8, na abertura da reunião ordinária do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), em Natal, o reajuste de 22,22 % aplicado ao piso nacional de salário do magistério. "Sei que para alguns estados e municípios, o reajuste pode ter sido forte e gerar dificuldades, mas, estamos falando de apenas dois salários mínimos", disse.
Mercadante lembrou que alguns secretários e a governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Carlini, que estava presente, eram parlamentares quando o piso e a forma do seu reajuste (proporcional ao custo aluno do Fundeb) foram aprovados no Congresso Nacional, em 2008. "Nós votamos na lei e não houve objeção. Ao contrário, houve um grande consenso. Se não recuperarmos o valor do piso dos professores não teremos como atrair os jovens para a carreira. E todos sabemos que somos carentes de professores em todas as etapas da educação", ponderou.

O ministro ressaltou ainda que o dispositivo da lei que assegura um terço da jornada dos professores fora da sala aula também deve ser cumprido e lembrou que o Supremo Tribunal Federal votou pela constitucionalidade da lei ao examinar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta por cinco governadores. "Mas é preciso discutir essa questão dentro de um processo pedagógico. A hora atividade é para melhorar a educação, a aprendizagem e para o professor avaliar seus alunos, preparar as aulas, dedicar-se à sua formação", lembrou.

Mercadante concluiu sua intervenção fazendo um apelo aos secretários estaduais para que mobilizem suas bancadas parlamentares para aprovar com urgência o Plano Nacional de Educação para o período 2011-2020. "É fundamental aprová-lo este ano. Não podemos nos dar por satisfeitos. Precisamos aumentar os recursos para a educação", disse.

Neste sentido, o ministro ainda apelou aos secretários para que componham uma grande mobilização pela vinculação dos recursos do Pré-Sal para a educação. "Não podemos perder esta oportunidade".

Aloizio Mercadante passa esta quinta-feira em Natal. Depois da abertura da reunião do Consed, ele participa da entrega de 120 ônibus do programa Caminho da Escola, adquiridos pelo governo do estado. Anuncia também a construção de três novos campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, nos municípios de Canguaretama, Ceará-Mirim e São Paulo do Potengi."






Blog: Moacir Pereira

quinta-feira, 8 de março de 2012

REMANDO CONTRA A MARÉ



Confira você, a GERED DE LAGUNA, faz o trabalho inverso de todas as GEREDs, onde todas procuram apresentar as vagas para os Professores ACTs com a maior rapidez possível (todos os dias), a nossa vai a passos lentos. Trabalham contra a maré, pois a partir do momento em que você adia as chamdas, mais tempos os alunos ficam em "SALAS DE AULAS SEM PROFESSORES" (quadras de futebol) .
GERED de Laguna, vamos trabalhar com coerência até o final, assim como quando começou as chamadas....


Rudmar M. Corrêa - Coordenação Sinte Laguna


ACT 2012

Ter, 10 de Janeiro de 2012 16:32

Atenção

A GERED/LAGUNA comunica que a próxima chamada ocorrerá apenas no dia 14 de março (quarta-feira).


A GERED de Criciúma informa que não haverá chamada no dia 07/03/2012 (quarta-feira), em função do apagão ocorrido na cidade no dia 06/03/2012.


A 32ª GERED de Quilombo comunica que as chamadas de ACTs passarão a ocorrer diariamente, sempre que houver vaga, na Gered/SDR, com início às 13:30 horas.


A 29ª GERED de Palmitos comunica que as chamadas de ACTs passarão a ocorrer diariamente, sempre que houver vaga, na Gered, com início às 13:30 horas.

A GERED Blumenau comunica que a escolha de vagas para a disciplina de Tecnologia Educacional será realizada no Auditório da SDR de Blumenau as 13:00 horas.


A GERED/Criciúma comunica que o horário de escolha de vagas ACT 2012 acontece todos os dias a partir das 14:00.
A GERED de Chapecó informa que a partir de 27/02/2012 a chamada continuará sendo diária, na Sala de Recursos Humanos para as vagas que surgirem.


A 25ª GERED São Bento do Sul/Mafra comunica que a partir de 13/02/2012, as chamadas de ACTs, passarão a ocorrer diariamente, na sede da GERED, em São Bento do Sul, com início às 14:00h até às 15:30h

PRÓXIMA CHAMADA PARA PROFESSORES ACTs EM LG SOMENTE DIA 14/03????





Acabamos de receber este email do Gerente Regional de Educação Sandro Cunha (anexo), muito nos preocupou, pois sabemos que existem vagas ainda não preenchidas nas escolas. Ligamos para o Gerente e ele informou que tomou a decisão por motivo de acúmulo de trabalhos na GERED, pois segundo ele, as pessoas encarregadas pela distribuição das vagas, estão sobrecarregadas de serviços e que usariam este tempo para colocar tudo em dia, inclusive todos os contratos bem como as respectivas vagas que ainda faltam serem cadastradas (SEGUNDO PROFESSOR).




DICAS AO GERENTE, SECRETÁRIO E POLÍTICOS DA REGIÃO DE LAGUNA (Gerente) E IMBITUBA (Secretário da 19ª SDR): QUE SE HÁ NECESSIDADE DE COLOCAR MAIS ALGUÉM NESTES SETORES, QUE SE COLOQUE, E QUE SE COLOQUE PESSOAS POR COMPETÊNCIA, E NÃO SIMPLESMENTE POR INDICAÇÕES POLÍTICAS PARTIDÁRIAS. PORQUE NOVAMENTE PELO QUE APARENTA, O CAOS ESTÁ SE INSTALANDO NAS DEPENDÊNCIAS DA GERED DE LAGUNA.


Rudmar M. Corrêa - Coordenação Regional Sinte Laguna




--------------------------------------------------------------------------------


A próxima chamada na GERED/LAGUNA ocorrerá apenas no dia 14 de março (quarta-feira).

--
Um abraço
Sandro Matias da Cunha.

A CATEGORIA VOLTARÁ AS RUAS DA CAPITAL

Está de parabéns os Professores da Regional de Laguna, lotaram o salão de conferências do Centro Cultural Santo Antonio dos Anjos em Laguna. Lá estiveram presentes profissionais de Educação de quase todas as escolas, os que não foram com certeza tiveram seus motivos. Mas ficou bem claro nos encaminhamentos que a LUTA CONTINUA, e que no dia 15 lotaremos as ruas da capital e se preciso for iremos muito mais além.


















Este DESgoverno não acredita na força da CATEGORIA, começaremos a mostrar à eles a partir do dia 15 o quem é a CATEGORIA DO MAGISTÉRIO!

















Rudmar M. Corrêa - Coordenação Regional Sinte Laguna

quarta-feira, 7 de março de 2012

TV Sinte - Diretores do Sinte falam sobre Assembleia Regional

video



Acesse o vídeo também no YOU TUBE




Atenção Professores:
Hoje às 14 horas Assembleia do Sinte Regional Laguna.

Compareça no Centro Cultural Santo Antônio dos Anjos e participe.

terça-feira, 6 de março de 2012

A UNIÃO FAZ A FORÇA

APÓS LUTA DO SINTE REGIONAL LAGUNA E AS APAES DESTA REGIONAL, CONTRA O DESCASO DESTA GERED COM RELAÇÃO A CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES ACTs, OS RESULTADOS COMEÇAM APARECER, CONFIRA EMAIL ABAIXO: JÁ ESTÁ MAIS QUE PROVADO QUE A UNIÃO FAZ A FORÇA.

Rudmar, venho informar a vc, que o esforço desprendido em conjunto entre professores da apae e o sinte parece ter dado resultado, foi informado a...gora a noite, após contato feito com a fundação que será rodada uma segunda folha suplementar, dessa maneira seremos implantados com data retroativa, no caso 08/02/12. Assim, conforme informação passada, receberemos o mês de fevereiro sem haver perda salarial. Desde já, meu muito obrigado pelo esforço desprendido em nosso apoio.

sexta-feira, 2 de março de 2012

ATÉ QUANDO VAMOS TER QUE PASSAR POR ISSO?


Saímos hoje da GERED de Laguna por volta das 20:00 horas. A escolha começou com atraso devido a problemas que ocorreram com os pagamentos dos professores das APAEs desta Regional. Como havíamos feito contato com a APAE de Imbituba, esta por sua vez fez contato com a APAE de Laguna, e como havíamos marcado uma reunião com o Gerente Regional de Educação Sandro Cunha, os mesmo fizeram uma comissão de direção, professores e presidente das APAEs e compareceram a GERED/Laguna. Nos reunimos na sala do Gerente e buscamos saber o que estava acontecendo. Depois de uma longa conversa por telefone (viva voz) com a Integradora do Ensino Especial de Laguna, conversa esta que não nos levou a lugar algum, resolvemos ligar para a FCEE.
Ligação esta feita pela Supervisora do DH Rosane Borges, que não tem nada a ver com a Educação Especial, mas com muita competência e boa vontade e com a presença do Sinte Regional, que buscou junto a FCEE uma resposta aos problemas que as APAEs vem sofrendo em nossa Regional. Como já descrito ontem, a Integradora está de férias, e ela mandou os processos para homologação fora do prazo. Fomos informados que os processos chegaram na FCEE apenas na data de ontem 01/03, sendo assim impossível a emissão de uma folha de pagamento nesta data. Depois de muita conversa e entendimentos, ficou estabelecido que a FCEE tentaria efetuar a emissão de uma folha suplementar especial, mas que só teríamos certeza de que isso iria acontecer na segunda feira 05/03 após as 16:00 horas.
Após este fato acorrido com as APAEs de nossa Regional, iniciou-se a escolha de vagas, com quase 02 horas de atraso, teve início com a disciplina de Sala Informatizada e depois da disciplina de Segundo Professor, o que acarretou certa demora, com corredores lotados (temos fotos mas não postaremos respeitando direitos de imagem), muitos professores ainda sem aulas, sem água (colocada nos corredores após nosso pedido ao Gerente de Educação), muito calor, enfim como nos velhos tempos, muito desumano. Tudo ia transcorrendo “que que normalmente”, mas com o passar do tempo, ficou escuro e para nossa surpresa, a ala onde Funciona GERED de Laguna, estava as escuras, ao contrário da ala onde funciona a “19ª SDR”, com toda luminosidade necessária e sem funcionamento pelo estágio avançado da hora.
Devido a escuridão, ficou inviável a continuação da chamada, professores nos corredores escuros, só se ouviam as vozes, fazendo-se assim a necessidade do término das chamadas. Faltaram ainda a serem oferecidas várias vagas do CEJA, Ensino Fundamental Séries Finais e as Chamadas Públicas.
Temos a certeza que não faltou boa vontade do Gerente de Educação, mas nos cabe aqui perguntar, ao Secretário da 19ª SDR de Laguna, que no momento estava em sua sala com ar condicionado (que não existe nas salas da Gerência de Educação) recebendo o Deputado Manoel Motta, o Secretário Estadual da Saúde, Prefeitos e políticos da Região de Laguna, se ele está mais preocupado com seu projeto político pessoal ou com os cidadãos desta Região?
Não adianta nos responder que o prédio está em reforma para melhor atender a população que não vai resolver, porque devido a estes problemas apresentados, muitos professores que vieram de Imbituba, Garopaba, Imaruí e Paulo Lopes, além daqueles de Laguna terão que voltar na segunda feira (EM DIA CLARO, PORQUE A NOITE SÓ COM LAMPARINAS OU LAMPIÕES), para serem ofertadas as vagas que hoje não foi possível oferecer, e com o risco de ter novamente gastos financeiros não pegarem suas vagas.
Secretário da 19ª SDR, quem vai pagar os gastos destes professores? Porque se acontecer como os professores das nossas APAEs......valha me Deus!
Porque oferecer férias aos funcionários da GERED num momento tão crucial para a Educação Regional e porque não dizer Catarinense? Lembre-se Secretário, estamos contratando professores para serem os Educadores de seus ELEITORES FUTUROS.

Rudmar M. Corrêa - Coordenador Regional Sinte Laguna

INTERROMPIDA A ESCOLHA DE VAGAS NA GERED DE LAGUNA

Inacreditável, devido a falta de estrutura da GERED de Laguna (salas sem iluminação), a escolha de vagas serão interrompidas (19:00 horas). Muitos professores ficam sem suas aulas e voltam para casa num total descontentamento.
Serão terminadas as chamadas de Segundo Professor e Séries Iniciais e por hoje encerram-se as chamadas.
Portanto, fica para segunda feira as chamadas que para hoje estavam no sistema, professores indignados pelo encerramento, alegando gastos com viagens (Paulo Lopes, Imbituba, Garopaba e Imaruí) e no entanto, voltam para suas casas na mesma que chegaram: SEM AULAS.
O incrível, é que toda ala da 19ª SDR está iluminada, enquanto a parte da Gerência de Edcuaçao (corredores) todos no escuro, será que é só em Laguna que isso acontece? Alguém da 19ª SDR sobre comando do Sr. Christiano Lopes pode dar alguma resposta, sem ser aquela de que está em fase de contrução para melhor atender os cidadãos? Estamos esperando.

Rudmar

quinta-feira, 1 de março de 2012

SDR/GERED CONCEDE FÉRIAS E PROFESSORES ACTs PODEM FICAR SEM SALÁRIOS











É isso mesmo, a SDR (GERED ) de Laguna, concede férias à Integradora de Educação Especial, e professores ACTs contratados na escolha de vagas podem terem seus pagamentos não convalidados pela Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE), isso tudo porque a referida funcionária após fazer a distribuição das vagas aos professores, não enviou os contratos para a FCEE para serem homologados.
Hoje após recebermos uma denúncia por email e por telefone, entramos em contato com o Gerente de Educação Sandro Cunha, o mesmo se encontrava em Florianópolis e nos informou que entraria em contato com os responsáveis para tentar uma solução ao problema criado.
No final da tarde entrei em contato com o Gerente Sandro Cunha, e o mesmo nos informou que os contratos foram enviados anteontem , porém numa data posterior a data estipulada para a implantação no sistema, e que a Integradora garantiu que recebeu a informação por “TELEFONE” de uma funcionária da FCEE, que se não conseguisse implantar no sistema no período hábil, que “tentariam” regularizar os pagamentos no mês posterior com data “retroativa” da contratação.
Após esta indagação do Gerente, nos posicionamos contrários, pois todos são pais e mães de família, e todos possuem dívidas a serem pagas, cheques para serem cobertos enfim, tudo que um cidadão l possui.
Queremos o pagamento de imediato aos dias trabalhados, esta foi nossa posição, amanha o Sinte Regional Laguna, juntamente com a Gerência Regional de Educação na pessoa do Sr. Sandro Cunha se sentará para buscar uma solução para este impasse criado pela SDR/Gerência de Educação, que em nosso entendimento NÃO ACHA A MELHOR HORA PARA DAR FÉRIAS A FUNCIONÁRIOS QUE RESPONDEM POR FUNÇÕES AS QUAIS MUITOS OUTROS DEPENDEM DA MESMA.
O que pedimos desta Gerência, é que continue mostrando RESPEITO aos Professores e Comunidade Escolar, assim como quando começou o processo de escolhas de vagas.

Rudmar M. Corrêa - Coordenador Sinte Regional Laguna

PRESIDENTE DO CEE EM LAGUNA


O Presidente do Conselho Estadual de Educação, Maurício Fernandes Pereira, esteve hoje (29/02) em Laguna. Nesta ocasião ele visitou a EEM Almirante Lamego, hoje Escola de Ensino Médio Integral Almirante Lamego.

Amanha traremos mais detalhes.

Rudmar M. Corrêa

E ASSIM CAMINHA A EDUCAÇÃO CATARINENSE








ASSIM CAMINHA A EDUCAÇÃO



Enquanto no município de Criciúma (nota enviada em 28/02) escolas são interditadas por estarem em péssimas condições, na Regional de Laguna, mais precisamente no município de Garopaba, o que se apresenta é um quadro inverso.

A Escola de Educação Básica José Rodrigues Lopes que está em fase de construção, não apresenta as mínimas condições em ter o início de suas aulas momentaneamente, data esta que já foi prorrogada do dia 14 de fevereiro , para o dia 01 de março, juntamente com a EEM Engº Annes Gualberto no município de Imbituba.

O Sinte Regional Laguna esteve lá, e o que se viu foi um verdadeiro caos: Materiais de construções pelo pátio (que vai ser isolado) conforme solicitação do Corpo de Bombeiros, salas entulhadas de material escolar, esportivos, computadores e didáticos, biblioteca transformada em sala de aula (que já não é mais novidade), Secretaria Escolar em sala sem a menor condição de alojar os funcionários (Assistentes de Educação) que exercem suas funções num emaranhado de computadores sem as mínimas condições laborais, auditórios sendo divididos por paredes improvisadas, enfim, como já descrito, é uma situação caótica.

Ligamos para o Gerente da 19ª SDR de Laguna Christiano Lopes, para saber da possibilidade de adiar o início das aulas por mais dois dias (até segunda feira), o mesmo nos disse que seria impossível, pois o retardamento do início até a data de 01 de março, já teria sido obtido mediante o envio de um processo a SED.

Pois bem, aí começa o impasse, pois o laudo técnico do 3º PBM, em seu parágrafo terceiro, diz que POR PRECAUÇÃO E A PEDIDO DOS ENGENHEIROS DA EMPRESA EXECUTORA DO PROJETO DE CONSTRUÇÃO, QUE AS SALAS NÃO FOSSEM USADAS ATÉ O PARECER DO ESTADO (informe do Presidente da APP), neste sentido, entendemos que a responsabilidade passa a ser do Estado, e não da empresa construtora, partindo daí, solicitamos do Secretário Regional Christiano Lopes que o mesmo enviasse um Engenheiro o mais rápido possível para fazer a vistoria e emitir uma laudo técnico sobre a situação daquela Unidade Escolar, este por sua vez, nos disse que amanha mesmo os Engenheiros da SDR estarão realizando este trabalho na Unidade Escolar, mas sem previsão de horário, portanto os alunos , professores e funcionários voltam as aulas sem um laudo técnico do Estado como orientado e solicitado.

Foram algumas horas de discussão com Presidente e Conselheiros da APP, direção de escola, Professores e Sinte Regional.

Por determinação do Secretário da 19ª SDR Christiano Lopes, as aulas voltam a se iniciar amanha, mas ainda vamos pedir uma inspeção da Vigilância Sanitária, para que a mesma apresente também seu lado técnico.

Estaremos agora visitando também a EEM Engº Annes Gualberto, para saber se o que foi acordado entre professores , Sinte e SDR de Laguna no dia 13/02 está sendo cumprido ("condições mínimas) onde era para ser a máxima.



Rudmar M. Corrêa - Coordenação Regional Sinte Laguna